• Psicóloga Gisele Carvalho

Como Evitar a Ansiedade pelo Excesso de Informação durante a Pandemia do Coronavírus

Um método prático para manter sua Saúde Mental sem deixar de ficar bem informado


A Pandemia do novo Coronavírus transformou nossa forma de viver, modificou nosso comportamento e trouxe consigo uma avalanche de informações, que está tendo um enorme impacto em nossa Saúde Mental. Você também sente isso?


Então continue comigo porque neste texto eu vou abordar:


  • Como chegamos a este ponto?

  • As consequências do excesso de informação em nossa Saúde Mental

  • Como controlar a Pandemia da Informação?

  • O que pode ser feito para melhorar nossa Saúde Mental durante este período de crise?


AFINAL, COMO CHEGAMOS A ESTE PONTO?


Bem no início, as notícias vindas da China, apesar de graves, pareciam não nos envolver, mas à medida em que a doença avançou para a Europa, o noticiário começou a projetar sua chegada no Brasil e suas consequências na nossa saúde e na economia do Brasil.


Medidas de proteção, higienização, cuidados com a saúde e o isolamento social começaram a ocupar cada vez mais espaço no noticiário, nas conversas virtuais e nos incontáveis memes.


Informação de qualidade acompanhada de dados reais e estatísticas sobre o avanço do vírus foram aos poucos deixando as pessoas emocionalmente afetadas, comovidas e fragilizadas.


E foi nesta atmosfera de insegurança que percebemos nossa incapacidade para elaborar, compreender e se posicionar diante do bombardeio de informações em que fomos atingidos.


A urgência e necessidade de nos manter informados nos tirou o tempo para a reflexão e o discernimento da situação, criando um clima de medo.

  • MEDO de ser contaminado

  • MEDO de morrer

  • MEDO de perder um parente

  • MEDO de perder a renda para o sustento

  • MEDO de perder o seu negócio

  • MEDO de perder o emprego

  • MEDO de faltar saúde para trabalhar



Notícias 24 horas por dia, contagem de mortos e contaminados por estado, por país, por idade, por sexo, por doença pré-existente, por dia e no acumulado. Entrevistas com especialistas, minuto a minuto. Na TV, na Internet, pelas Redes Sociais e pelo WhatsApp.


Junte a tudo isso informações conflitantes, Fake News, chamadas sensacionalistas, Haters, divergência de opiniões e abordagens de enfrentamento do vírus e do tipo de confinamento, politização, brigas em grupos de WhatsApp, incontáveis Lives, memes, memes, memes.


Tudo isso, ao mesmo tempo, o dia inteiro, de todo tipo de fonte de informação, contribui para agravar a já abalada Saúde Mental.


E A CONSEQUÊNCIA DISSO É:


  • Desinformação

  • Falta de foco

  • Instabilidade emocional

  • Sensação de falta de controle da situação

  • Instabilidade em relação a tudo e a todos

  • Incerteza com os dias futuros

  • Vício em consumir conteúdo

  • Insegurança



QUE PODEM LEVAR A SINTOMAS COMO:


  • Ansiedade

  • Insônia

  • Angústia

  • Desespero

  • Pânico

  • Estresse pós-traumático


Mas o que pode ser feito para nos mantermos bem informados, seguros e com boa saúde mental?


AÇÕES PARA CONTER A PANDEMIA DA INFORMAÇÃO


  • Evite assistir, ler e ouvir notícias que possam causar ansiedade ou estresse. Restrinja o tempo que você passa vendo essas informações

  • Busque informações corretas e verdadeiras em apenas uma ou duas fontes confiáveis

  • Foque apenas nos fatos. Evite se perder em discussões que em nada vão lhe acrescentar

  • Dê uma quarentena no excesso de informações

  • Procure informações sobre medidas práticas para se prevenir

  • Busque saber de onde está vindo sua necessidade de informação

  • Escolha um ou no máximo dois horários por dia para se atualizar sobre a Pandemia

  • Procure limitar os meios para acessar as informações a no máximo dois. Você precisa mesmo assistir a vários programas na TV, ler vários sites de notícias, ver a posts no Facebook, Instagram e, principalmente, Twitter, além é claro, de seus grupos no WhatsApp?

  • Evite compartilhar notícias antes de checar a sua autenticidade para não aumentar ainda mais a sensação de medo e pânico


AÇÕES PARA MELHORAR SUA SAÚDE MENTAL


  • Busque tranquilidade e serenidade para sua vida. Dê uma pausa naquilo que você percebe que te deixa ansioso ou triste

  • Busque coisas que vão despertar esperança, como histórias de superação ou sobre voluntários em comunidades carentes. Analise o acontecimento e pense em como ele será bom para quem se beneficiou

  • Mentalize coisas positivas para você e para os outros! Compartilhe experiências positivas, de pessoas que se recuperaram. Espalhe boas notícias

  • Se você tem animais domésticos, brinque com eles. Senão, mas gosta deles, assista a vídeos fofinhos no YouTube. É ótimo para melhorar seu foco para coisas boas e positivas

  • Ligue ou faça vídeo-chamadas com parentes ou amigos que você gosta mas que tem muito tempo que não conversa. Mas procure falar sobre coisas boas que vivenciaram juntos, deixando assuntos de doença de fora, combinado?

  • Reveja fotos e vídeos antigos, da família ou de viagens que te deixaram ótimas lembranças. É bom demais!

  • Procure nutrir o espírito. Leia aqueles bons livros que você comprou e faltou oportunidade para ler. Assista a filmes legais que passaram no cinema, mas você perdeu porque o lazer não era prioritário naquele momento. Reveja aqueles inspiradores e inesquecíveis!

  • Cozinhar pode ser uma excelente terapia. Que tal desvendar o segredo de fazer alguns pratos. No YouTube tem muitos canais dedicados a dar a fórmula para a gastronomia essencial. Surpreenda sua família!

  • Sabe aquele violão, teclado ou sax que estava encostado no fundo do armário? Então, volte a estudar ou peça ao dono dele (quem sabe seu filho!) para te orientar. A música tem um enorme poder de relaxar e mudar seu Mindset para uma visão criativa do mundo

  • Comece a escrever em um caderno de gratidão todos os dias. Acredite, faz muita diferença!

  • Aprenda um novo idioma ou aprimore um que você já conheça e que poderá fazer a diferença na sua carreira quando tudo isso passar

  • Busque novas oportunidades para aumentar suas fontes de renda. Neste momento, alguém pode estar precisando de algo que você tem os recursos e os conhecimentos para oferecer.

  • Busque conversar com seus contatos nos grupos de WhatsApp, mas evite falar sobre Coronavírus. Sei que é difícil porque todo mundo só fala nisso, mas force uma mudança no assunto. Se não conseguir, dê um tempo e volte depois.

  • Fuja de discussões com opiniões divergentes sobre formas de combater a doença e as consequências sobre a economia. Isso gera muito estresse!

  • Use o tempo livre para a contemplação. Com a diminuição da poluição e do tráfego, muitos pássaros e animais silvestres estão retornando às cidades. Aproveite!

  • Avalie o que pode deixar para trás e não lhe fará falta. Vai se surpreender como a lista é grande!

  • Silencie a mente utilizando técnicas de Meditação, Mindfullness, Yoga, Tai Chi Chuan, dentre outras. Ajuda demais e pode ser feito na sua própria casa, desde que com uma boa orientação profissional

  • Aproveite para começar algo que sempre adiou, e pode ser feito na sua casa mesmo. Pode ser um hobby! Que tal escrever sobre o que está acontecendo com você, com sua família, amigos e com o mundo. Fale sobre as transformações positivas que esta crise está operando em sua vida

  • Organize-se! Tire aquele projeto que está no papel a tempo! Planeje o futuro! Trace metas! E entre em ação!

  • Viva o momento presente. Entenda como um período de transição, e que vai passar


A sua Saúde Mental também depende de você!

Todos iremos sair mais fortes desta crise!

Tudo passa!






38 visualizações0 comentário